Home Colunistas MOSQUITOS ASSASSINOS – SURF TRIP NO MÉXICO

MOSQUITOS ASSASSINOS – SURF TRIP NO MÉXICO

MOSQUITOS ASSASSINOS - SURF TRIP NO MÉXICO
amazon music

MOSQUITOS ASSASSINOS – SURF TRIP NO MÉXICO

POR: KIKO BUNGUS

Era início de outubro e estávamos a 1 ou 2 dias lá por Salina Cruz, no sul do México, esperando um bom swell entrar e como o mar nas pontas estava pequeno nosso guia Adolfo Urdiana Cruz nos levou pra um pico com mais emoção mais pro sul, chamado Mosquitos, por conta da grande quantidade de mosquitos na trilha.


O caminho tava alagado por causa das chuvas de Julho e Agosto, com uma lâmina d’água que chegava até o peito na maior parte do tempo, e além disso tinha uma nuvem gigante de mosquitos e num tapa se conseguia matar mais de 10 pernilongos, por isso Fito usava uma lycra manga longa com gorro pra se proteger, mas ele garantia que pela conjugação de fatores todo o sacrifício valeria a pena, bastava correr.

MOSQUITOS ASSASSINOS - SURF TRIP NO MÉXICO
MOSQUITOS ASSASSINOS - SURF TRIP NO MÉXICO

Mas dentro d’água era impossível!
Thiaguinho Santos, nosso fotógrafo filmmaker, tava preocupado com o equipamento dele e a gente se revezava ajudando com as tralhas, ainda mais que era bem o começo da barca e qualquer problema seria calamitoso pros registros futuros.


Depois de uma caminhada de uns 20 minutos por aquela trilha tenebrosa e alagada, finalmente chegamos ao destino e as condições estavam épicas, embora intimidadoras.

MOSQUITOS ASSASSINOS - SURF TRIP NO MÉXICO
MOSQUITOS ASSASSINOS - SURF TRIP NO MÉXICO

O mar tinha ondas de 5′ a 9′ rápidas, tubulares e com um certo bump por conta do back wash, mas como caminhávamos pro fim de tarde não dava de analisar muito e as baforadas depois dos tubos hipnotizavam e chamavam a galera.


Arrumamos as pranchas rapidinho, deixamos o Thiaguinho sendo devorado pelos mosquitos e fomos pra água sedentos por boas ondas e imagens já que tínhamos até fotógrafo na areia botando uma pressão.

MOSQUITOS ASSASSINOS - SURF TRIP NO MÉXICO
MOSQUITOS ASSASSINOS - SURF TRIP NO MÉXICO

Eu me joguei logo atrás do Fabiano Piruca Godinho e remamos como loucos pra fora antes que a próxima série despontasse e nos varresse.

Quando a série veio ele conseguiu passar nas últimas e eu me ferrei tomando direto na cabeça, mas por sorte era uma série menor e curta e sobrevivi ao sacode sinistro.


Lá no out side quase dava pra um ouvir o coração do outro bater e o ar era tenso por estarmos certamente com as pranchas erradas pra aquelas condições.

Lá dentro o mar tava bem mais difícil do que se imaginava lá de fora e minha 6.1 parecia um palito.

MOSQUITOS ASSASSINOS - SURF TRIP NO MÉXICO
MOSQUITOS ASSASSINOS - SURF TRIP NO MÉXICO

Pensei em escolher uma boa intermediária, sair e pegar minha 6.6 pra dar um surf mais tranquilo e seguro.

Foi então que Piruca com sua 5.11 remou na 1ª da próxima série, entrou, mas no meio da parede no tubo ele foi engolido e cuspido pra fora do mar.

Eu remei na seguinte, fui e na hora de entubar um back wash me fez sair do trilho e mudar a direção, então aproveitei pra sair também.


Lá fora trocamos de pranchas e nos preparávamos pra entrar de novo quando vimos o Rapha Becker pegar uma onda linda, botar pra dentro, vir no trilho com velocidade e de repente ser engolido.

MOSQUITOS ASSASSINOS - SURF TRIP NO MÉXICO
MOSQUITOS ASSASSINOS - SURF TRIP NO MÉXICO

Até aí normal, o mar tava difícil mas então ele demorou pra subir e ficamos preocupados, e quando ele finalmente surgiu parecia atordoado, pegou a prancha, veio direto pra praia e saiu cambaleando da água.

Quando chegamos perto era visível um grande rasgo na bochecha dele saindo muito sangue.

Coisa pra alguns pontos e socorro imediato!


Nos apreçamos em chamar o Rafa Ramos e o Felipe Farinhaque, que eram os únicos na água ainda, e voltamos rápido pro carro pra procurar um bom hospital.

MOSQUITOS ASSASSINOS - SURF TRIP NO MÉXICO
MOSQUITOS ASSASSINOS - SURF TRIP NO MÉXICO

Felizmente encontramos uma pequena clínica em Salinas onde uma cirurgiã fez um trabalho de primeira e deixou o Becker novinho, com uma cicatriz praticamente invisível e pronto pra surfar em poucos dias.


Aquele surf em Mosquitos foi inesquecível pelos muitos fatores, com um caminho cheio de obstáculos, um surf intenso e rapidíssimo em um mar épico e desafiador e um desfecho quase trágico.


O Becker ficou com a cicatriz, mas todos nós também ficamos marcados.

DICA DE LEITURA IN PARADISE

🌴Acesse: http://inparadise.com.br
🌴Entre pro nosso Grupo de Boletim das Ondas do Telegram: https://t.me/inparadisesurfgrupo
🌴Canal Telegram: https://t.me/inparadise
🌴Siga-nos no Instagram: https://www.instagram.com/inparadise_site/
🌴Facebook: https://www.facebook.com/siteinparadise/
🌴Twitter: https://twitter.com/SiteInParadise
🌴Pinterest: https://br.pinterest.com/inparadisebr/

🌴You Tube: https://www.youtube.com/Siteinparadise

BAIXE NOSSO APP E FIQUE LIGADO EM TUDO QUE ACONTECE POR AQUI!

Confira mais promoções no In Paradise! Clique aqui!
IN PARADISE RADIO! OUÇA SEM MODERAÇÃO! CLIQUE AQUI!

In Paradise é um site de variedades e estilo de vida, voltado aos esportes, cultura e meio ambiente. Desde sua fundação em Abril de 2013, vem conquistando novos internautas apaixonados por esse nicho a cada dia. Esses internautas são homens e mulheres espalhados pelo mundo, que gostam de estar sempre antenados nas novidades e de experimentar coisas novas e divertidas.

Somos apaixonados por esportes, cultura, meio ambiente, moda, designer, fotografia, gastronomia e tudo que existe por ai de mais criativo.

Além disso, o In Paradise tem um layout amigável e integrado com as principais redes sociais interativas. O site se conecta com seus leitores por meio de um editorial relevante e original, construindo uma relação fiel de parceria com seu público.

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.