ENTRE TIROS E TUBOS - SURF TRIP EM EL SALVADOR

ENTRE TIROS E TUBOS – SURF TRIP EM EL SALVADOR

POR: KIKO BUNGUS

Era 1999 e no ano anterior eu tinha conhecido o Rato em Punta Hermosa no Peru, um carioca gente boa que acabou virando parceiro em algumas barcas com a Besta do Luísfer pra Chicama e outros picos, e viramos parceiros também de roubadas por estarmos viajando no estilo “custo zero”. Durante a trip ele me dizia que El Salvador era parecido com o Peru com seus fundos de pedra, boas ondas, barato, pouco crowd, mas com água quente o ano todo. Era tudo o que eu queria!Então combinamos uma trip pra lá e quando ele me ligou e disse ter conseguido passagens na promoção pra El Salvador e Nicaragua com ótimo preço, não pensei 2 vezes. Nos encontramos no Galeão e durante o voo ele ficou me falando daquele paraíso com altas ondas e tranquilo, que ele já tinha reservado a pousada de um amigo quase na frente do pico e os caras da pousada iam ficar nos esperando no aeroporto de São Salvador. Eu quase não conseguia segurar tanta ansiedade.
ENTRE TIROS E TUBOS - SURF TRIP EM EL SALVADOR
Já no aeroporto da capital Salvadorenha, um cara nos aguardava com uma placa com nossos nomes no portão de desembarque e fomos com ele até o estacionamento, aonde 2 caras fortemente armados com metralhadoras e revolveres nos esperavam na van. Nessas alturas eu me perguntava se aquilo era um sequestro, um assalto ou seria a escolta mesmo. Me disseram que aquilo seria necessário pra nossa segurança no caminho, por que era “meio perigoso” e pelo horário, chegaríamos no início da noite em Punta Roca (La Libertad). A estrada era ruim e esburacada, com muitos postos de checagem abandonados em pontos estratégicos da via e eu lembrei que faziam só 6 anos que a guerra civil de 12 anos tinha acabado e era assustador perceber ao longo do percurso quantas pessoas andando armadas, parecendo que ainda existia uma tensão e muita violência no ar.
ENTRE TIROS E TUBOS – SURF TRIP EM EL SALVADOR
Chegamos no pueblo aonde fica Punta Roca começando a anoitecer, os seguranças disseram pra gente ficar abaixados, mas de cantinho eu reparei que o nível de pobreza era assustador, com casebres caindo aos pedaços, vielas estreitas sujas com porcos, galinhas, cachorros e crianças convivendo numa harmonia de fim de mundo apocalíptico. Paramos quase dentro da pousada em frente a praia, descemos as coisas, demos umas gorjetas e uns regalitos pro motorista e os seguranças e fomos recebidos pelo Rocky, o gerente da pousada, que nos levou pro quarto enquanto nos orientava quanto aos cuidados com a grana, passaporte, coisas de valor e demais dicas. Avisou pra nunca sairmos a noite, só irmos da praia pra pousada e da pousada pra praia e não darmos muita trela pros nativos. Pois é, todos os indicativos que o pico era pra lá de perigoso!Jantamos ali na pousada e fomos dormir cedo pra acordar com as galinhar e surfar tranquilos.
ENTRE TIROS E TUBOS – SURF TRIP EM EL SALVADOR
Na manhã seguinte eu fiquei de cara com a qualidade das ondas vindo lá de trás da ponta de pedras e a vontade era sair correndo e berrando de alegria, mas o Rato avisou pra gente fazer o máximo de silêncio, irmos caminhando com calma e não irmos direto pro pico. A gente devia ir chegando de mansinho.No caminho, na areia da praia, eu consegui ver em alguns lugares uma quantidade absurda de cartuchos de vários calibres e parecia que o desembarque do Dia D na 2ª Guerra tinha sido ali. Apavorante! Caímos na água e fomos remando pro pico, aonde já tinham 2 surfistas com cara de nativos.Então veio uma série e os 2 surfistas foram nelas. Voltando pro pico, ao passarem por nós, um deles com cara de poucos amigos perguntou de onde éramos. O Rato falou que éramos do Brasil, e ele perguntou de onde no Brasil. Quando o Rato falou que era do Rio o cara virou bicho, mandou a gente lá pra baixo, que eles não queriam cariocas lá e que era melhor a gente ir embora antes que desse problema. Caráiu, nem pegamos onda e já arrumamos treta?Nem sabia o que fazer!
ENTRE TIROS E TUBOS – SURF TRIP EM EL SALVADOR
Eu disse que era de Floripa e perguntei o que tinha acontecido. O cara falou que umas semanas antes uns cariocas jiujipas folgados tinham aparecido, arranjado encrenca na água, deram porrada em todo mundo e vazaram. Se a gente não queria apanhar era melhor irmos embora.Que merda! A gente foi lá pra baixo no pico e ficamos vendo os caras pegarem altas ondas enquanto a gente ficava na merrecagem pensando no que fazer. Voltamos pra pousada, falamos pro Rocky do acontecido e que teríamos que vazar. Ele disse que falaria com os caras pra ver se dava pra aliviar. Mas então ele voltou, disse que quase apanhou também, que o episódio era muito recente, os ânimos estavam exaltados e era melhor a gente ir embora mesmo, mas ele ia conseguir outra escolta pra gente e aconselhou irmos pro KM 59, onde tinha altas ondas, parecido com Punta Roca e lá era muito mais tranquilo, seguro e selvagem. Arrumamos as coisas e ficamos esperando a escolta o resto do dia, mas ela não veio. Passamos o dia todo bebendo gelada e olhando as ondas quebrando perfeitas na nossa frente, sem poder surfar. Quando a escolta chegou era noite, então dormiríamos ali e sairíamos na manhã seguinte, mas de noite fomos acordados por um tiroteio intenso nas proximidades, com berros e gritos ao longe. A favela na rua de trás era barra pesada! Não existia polícia e a segurança era cada um por si, por isso tantas armas num estilo faroeste. A noite foi tensa e de sono leve, e foi um alívio quando pegamos a estrada e vimos Punta Roca ficar pra trás. Quando de cima do morro vimos as ondas quebrando no KM 59 veio o alívio e dentro da água era só nós e as ondas na mais perfeita harmonia. O resto é história.

CONFIRA MAIS KIKO BUNGUS! CLICK AQUI!

DICA DE LEITURA IN PARADISE




IN PARADISE LOJA

🌴Acesse: https://inparadise.com.br/

🌴Entre pro nosso Grupo de Boletim das Ondas do Telegram: https://t.me/inparadisesurfgrupo

🌴Canal Telegram: https://t.me/inparadise

🌴Siga-nos no Instagram: https://www.instagram.com/inparadise_site/

🌴Facebook: https://www.facebook.com/siteinparadise/

🌴Twitter: https://twitter.com/SiteInParadise

🌴Pinterest: https://br.pinterest.com/inparadisebr/

🌴You Tube: https://www.youtube.com/Siteinparadise

Baixe nosso APP: https://inparadise.com.br/app-in-paradise/

Promoções: https://inparadise.com.br/category/promocoes/

In Paradise Música: https://inparadise.com.br/musica/

In Paradise é um site de variedades e estilo de vida, voltado aos esportes, cultura e meio ambiente.

Desde sua fundação em Abril de 2013, vem conquistando novos internautas apaixonados por esse nicho a cada dia.

Esses internautas são homens e mulheres espalhados pelo mundo, que gostam de estar sempre antenados nas novidades e de experimentar coisas novas e divertidas.

Somos apaixonados por esportes, cultura, meio ambiente, moda, designer, fotografia, gastronomia e tudo que existe por ai de mais criativo.

Além disso, o In Paradise tem um layout amigável e integrado com as principais redes sociais interativas.

O site se conecta com seus leitores por meio de um editorial relevante e original, construindo uma relação fiel de parceria com seu público.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.