CIRCUITO THE LEGENDS VIDA MARINHA – ALÉM DE UMA SIMPLES COMPETIÇÃO

Durante a 1° etapa do Circuito The Legends Vida Marinha, apresentado pela Cerveja Corona, ainda abalados com a chuva e os fortes ventos da noite de sexta-feira, além do Estado de Emergência decretado pela Prefeitura de Laguna e o consequente cancelamento da Vila Cultural e dos shows de sábado, a organização do evento compreendeu a situação, admirou a atitude da Gestão Municipal em direcionar esforços para ajudar as pessoas mais afetadas pelo ciclone extratropical, e tentou oferecer algo positivo: Foi mantida a programação de Domingo, já divulgada pelo evento.

Simultaneamente ao evento, com o objetivo de não deixar passar em branco o importante Dia do Boto Pescador de Laguna (instituído por legislação estadual), e a ótima oportunidade para homenagear os Legends Locais, foram realizadas algumas ações junto à competição.

LIMPEZA DE PRAIA

A Ong Eco Local Brasil realizou uma palestra sobre a transformação de resíduos sólidos em produtos úteis, e logo após encabeçaram uma limpeza de praia no Canto dos Molhes e na área de ocorrência da Pesca Interativa, com a participação do Programa Protetores Ambientais da Polícia Militar Ambiental de Laguna, da Capitania dos Portos de Laguna – Marinha do Brasil e da SEPAGRI (Secretaria de Pesca e Agricultura de Laguna).

Após a ação de limpeza de praia, foi realizada uma triagem e uma análise dos resíduos, que serão destinados à empresa Carbo Brasil, onde serão transformados em produtos (bancos, placas de trânsito, potes, tijolos, etc).

Conforme Felipe Oliveira, da ONG Eco Local Brasil, aproximadamente 50 voluntários, em uma coleta de 45 a 60 minutos, retiraram mais de 100kg de resíduos do Canto dos Molhes e da Área da Pesca Cooperativa. “Na grande maioria garrafa PET e embalagens provenientes da má educação do ser humano, como pacotes de bolacha, embalagem de achocolatados, essas coisas de pessoas que provavelmente vão aos Molhes fazer uma alimentação, lanchar, e acabaram dispensando por ali”, desabafa o Ambientalista.  

Felipe complementa a análise do resíduo, falando que tinha bastante tecido e cordas, o que pesam bastante. Garrafas PET foram aproximadamente 80 unidades, 65 pedaços de isopor, 7 embalagens tetrapark, 3 latas de aerossol, 130 bitucas de cigarro (com chuva as bitucas são enterradas na areia, ficando difícil achar). Havia muito microlixo. Muito plástico duro, como bacias, baldes, galões e pedaços deles, provavelmente vindos de barcos de pesca e de pessoas que acampam para pescar, cai no córrego e vai para o mar. Quase não haviam latinhas.  

Conforme o Soldado Remor, da Polícia Militar Ambiental de Laguna, um dos instrutores do Programa Protetores Ambientais “sou totalmente favorável a este tipo de iniciativa associada ao evento de surfe, já que o surfe nós sabemos que é um esporte ligado diretamente ao meio ambiente, então essas ações de recolhimento de lixo ou qualquer outra iniciativa ligada ao meio ambiente a gente acha muito positiva, e a gente contribui no que a gente pode em relação a isso, dentro dos nossos limites”.  

HOMENAGEM AOS LEGENDS

O Circuito The Legends Vida Marinha resgatou e homenageou o surfe lagunense, em parceria com a ASL (Associação de Surf de Laguna). Em uma janta dos Legends Locais, regada a muita Cerveja Corona, foram coletadas informações dos primórdios do surfe lagunense.

A Assessoria de Imprensa do evento, em parceria com a ASL, vai divulgar em breve uma matéria sobre os primórdios do surfe lagunense, como herança deixada por esta etapa que entrará para a história do surfe brasileiro.

No pódio, durante a premiação, foram chamados alguns Legends Locais, indicados pela ASL, que receberam um troféu de homenagem. Os que não estão mais conosco, foram representados por familiares. Foram eles:

·         André Farias (Nego);

·         Marcelo Schultz Masshi (Chelo);

·         Thomaz Viana – Thomazinho (in memorian);

·         Geraldo Rinaldi (Ratão);

·         Eduardo Nedeff;

·         Emerson Silva (Peta);

·         Roni Willan;

·         Pedro Paulo Lemos Heitich (Pepa – de Raphael Becker) (in memorian).

DOAÇÃO DE MUDAS NATIVAS

A organização do evento promoveu a doação de 200 mudas de árvores nativas da região. A ação visa incentiva a recuperação de áreas degradadas, além de neutralizar a emissão de Gases de Efeito Estufa do evento.

O Açaizero também esteve presente no evento, ajudando na ação de doação de mudas e divulgando o seu projeto que visa aumentar a quantidade de açaí plantado e produzido na região, além de neutralizar emissões de Gases de Efeito Estufa da produção de pranchas de surfe. 

BOTOS

Parece que os botos adoraram a ação, e realizaram um show de saltos durante todo o evento, junto aos atletas na área de competição.

PARCEIROS

Patrocínio: Vida Marinha. Apresentação: Corona. Copatrocínio: Banana Wax; Kbral Auto Center; Prefeitura Municipal de Laguna. Apoio: Hotel e Restaurante Atlântico Sul; Hotel Renascença; Hotel Mar Grosso; Studio Zero Agência de Marketing; Restaurante Pardal’s; Restaurante El Chicano; Sul Internet. Ações Socioambientais: Meu Copo Eco; ONG Eco Local Brasil; Carbo Brasil; Programa Protetor Ambiental – Polícia Ambiental de Laguna; Capitania dos Portos de Laguna – Marinha do Brasil; Açaizero; SEPAGRO (Secretaria de Pesca e Agricultura de Laguna. Produção: Swell Eventos; Match Sports. Realização: ASL; ASTFSM. Supervisão: FECASURF; ABRASP.

Fotos: Marcio David

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.